sexta-feira, 1 de maio de 2009

MICARETA DA ESQUERDA TUPINIQUIM


Hoje é o dia mais esperado da esquerda, é o carnaval fora de época que tanto chama a atenção de todos os barbudinhos histéricos. Eles estarão vestidos a caráter, como manda o figurino, carregando bandeiras vermelhas, com suas chinelas havaianas, bonés do MST, foices, e claro, não poderia faltar, o velho grito de ordem contra o capitalismo malvado, tudo isso atrás do trio elétrico.


Vai ter festa lá no sindicato! Tudo pago pelo governo! Cantores sertanejos estarão presentes para animar a festinha, e o Paulinho da Força Sindical estará lá, e vai até promover uns sorteios de carros e apartamentos para os trabalhadores explorados da “mais-valia”, enquanto isso, por trás dos bastidores, com o pessoal da CUT, vai rolar “bundalelê” regado a champanhe italiano, pois, ninguém é de ferro, todo mundo tem direito de consumir algo capitalista de vez enquando, não é? Hey! Não pode esquecer-se dos recém-revoltados, evidentemente que eles estarão vestidos com a camiseta de Che Guevara e presenciado CPM22 no palco armado na AV. Paulista, tem coisa mais revolucionária que isso? É a festa sindicalista tupiniquim!


Pois é! Um dia que deveria ser do trabalhador, acabou se tornando um dia para sindicalistas vagabundos que nem se quer sabem o significado da palavra trabalho, e ficam fazendo manifestações idiotas e organizando festinhas estilo pão e circo. Pobres trabalhadores, que são mal representados por esses sujeitos caricatos que nada fazem para garantir os direitos dos verdadeiros cidadãos que trabalham, e ainda fazem a farra com o dinheiro público. Pagos por quem mesmo?

2 comentários:

Marcos disse...

Perfeito post.
Sindicalistas não gostam mesmo de trabalhar. Principalmente os do ABC paulista.
Isso tudo me dá nojo.

J. Sepúlveda disse...

É claro, não podia ser de outra maneira, com um presidente "trabalhador" e "sindicalista" como o Lula.
Tudo para os "companheiros".