sábado, 28 de fevereiro de 2009

O reino de Deus é o Socialismo


O Ditadorzinho Hugo Chávez com a sua mania de grandeza teve mais uma de suas piadas proferidas sobre o socialismo. Agora ele aproveitou a ocasião de uma cerimônia religiosa para santificar toda a sua vida a Deus em nome do Socialismo do Século XXI.


Ele se sente no direito de mandar mensagens ao povo venezuelano como se fosse um enviado de Deus. O Hugo Chávez usa o nome de Deus em vão, tal qual no tempo da inquisição, ele pensa que ele foi o homem escolhido pelo “todo poderoso” para liderar seus filhos na terra.



Como principal representante de Deus no planeta, o comediante Hugo Chávez ainda fez um texto de juramento para que os ministros jurassem lealdade ao presidente e ao socialismo, vejam o texto abaixo:



"Juro por Deus que não darei descanso à minha alma, ao meu braço ou à minha mente até que não tenha aprofundado o socialismo de que precisamos, e que acompanharei com lealdade este comandante-em-chefe que Deus nos trouxe para levar adiante o socialismo de que precisamos. Antes morto do que traidor”



Isso pode parecer uma piada, mas se trata de uma atitude autoritária de um governo que tem a ousadia de se colocar acima das leis do criador. Deus nos deu o livre arbítrio, mas o Hugo Chávez quer criar na America Latina uma espécie de ditadura de esquerda, e ainda fazendo com que o povo se submeta a ele, muito longe dos ideais do nosso verdadeiramente líder Jesus Cristo, que nunca pregou a submissão a sua própria imagem.

sexta-feira, 27 de fevereiro de 2009

Esquizofrenia Bolivariana


Um consolo não é o bastante para esses presidentes bolivarianos que criam factóides absurdos. O “Evil” Morales voltou a falar nessa semana que está sendo vitima de perseguição da CIA, como se ele fosse à principal preocupação dos americanos hoje.



Segundo o cocaleiro, a CIA se infiltrou na estatal petrolífera da Bolívia para evitar que o projeto de nacionalização seja concluído no setor de hidrocarbonetos, projeto esse que foi iniciado em 2006.




É um tipo de distúrbio mental caracterizado pelo comportamento de autodefinir-se mais importante do que propriamente é. Se perguntar para um agente da CIA onde se encontra a Bolívia no mapa, é provável que ele passe duas horas tentando encontrar a gloriosa terrinha do cocaleiro andante, sem querer desmerecer o povo boliviano é claro.




Em plena crise mundial, os americanos têm coisas mais importantes para resolver do que ficar brincando de “War” com o “Evito Boçales”.

quinta-feira, 26 de fevereiro de 2009

Crise capitalista mata a esquerda

Por Sérgio Malbergier da Folha de São Paulo


Você conhece alguém que tenha se tornado "de esquerda" (como isso soa antiquado!) com a atual crise do capitalismo?


O sistema mais uma vez agoniza. Mas se nos anos 1930 essa agonia fortaleceu totalitarismos à esquerda e à direita, desta vez a saída é para o centro. Ainda bem.

Ninguém que conta quer revolucionar nada, mas aperfeiçoar (o que por enquanto significa limitar) as poderosas forças do mercado e da livre iniciativa.

A crise global serviu para mostrar os limites atuais do liberalismo econômico, assim como os ataques do 11 de Setembro frearam o avanço das liberdades individuais.



Mas são dois movimentos convergentes, inevitáveis em nossa cultura individualista, baseados na percepção, cada vez mais óbvia para mais gente, de que quanto menos o governo interferir em nossas vidas e quanto mais formos donos dela, melhor.



Pois por mais que se fale da importância do Estado neste momento, ninguém o defende como solução permanente para as necessidades de desenvolvimento das nações. Muito pelo contrário.



A emergência da China capitalista fechou o círculo econômico global. O capitalismo foi flex o suficiente para abraçar o maior Partido Comunista da história que conduz a maior expropriação de mais-valia do mundo para lucro de grandes corporações ocidentais.



E todos estavam felizes com o casamento. Até o colapso do sistema financeiro como o conhecíamos e sua dolorosa recomposição.



Nos Estados Unidos de Barack Obama, o maior líder global e sua equipe deixam claro sempre que podem que o estatismo da hora é tão inevitável quanto indesejável no longo prazo. A Europa também está fincada do centro para a direita, como na Alemanha, na França, na Itália e no Reino Unido (sim, o trabalhismo britânico é de direita).



Na Ásia, o capitalismo enriqueceu os principais países da região, com a exceção óbvia da obscurantista Coreia do Norte, que repele pelo exemplo.



Na América Latina, os dois líderes mais populares são Lula e Álvaro Uribe, o presidente da Colômbia, ambos também de centro-direita no diapasão macroeconômico.



A tal Revolução Bolivariana de Hugo Chávez e Cia parece mais uma paródia da paródia, "Bananas" de Woody Allen levado à vida real por personagens ainda mais autênticos, dirigidos por Zé Celso Martinez.



O petrocaudilho venezuelano, por exemplo, apenas clona o modelo da antiga República venezuelana que dividia a renda da venda do petróleo aos EUA entre os apaniguados de AD e Copei. Agora a divisão é entre os favoritos do ex-coronel que quer ficar eternamente no poder, como seu ídolo Fidel Castro, o ditador de pijamas, que colocou seu irmão Raúl no comando modorrento de um regime moribundo. Quem quer isso?



Quem quer a rigidez, a prepotência, a ineficácia e a corrupção inevitáveis dos governos pantagruélicos? Ninguém. Ou quase ninguém.



As viúvas mais enrustidas da foice e do martelo tentam gritar que a solução para a aguda crise do capitalismo são as antigas ilusões socialistas tão desacreditadas pela história. No último Fórum Social Mundial, em Belém do Pará, até as mangueiras perceberam quão esvaziado está o movimento esquerdista global em plena crise capitalista.



A mão invisível que pune financistas inescrupulosos e suas muitas vítimas também golpeou, mortalmente, as pretensões da antiga esquerda de se reerguer como opção ao sistema hegemônico.


Um ganho colateral importante nessa triste crise transformadora.

quarta-feira, 25 de fevereiro de 2009

Photoshop Cubano

O vídeo abaixo mostra vários detalhes da foto de Fidel Castro com a Cristina Kirchner, é uma tecnologia de ultima geração do Photoshop Cubano.

Para aqueles que não sabem espanhol, sugiro que pause o vídeo para ler calmamente o texto.

terça-feira, 24 de fevereiro de 2009

Boxeador cubano Guillermo Rigondeaux consegue sua liberdade em Miami

Depois da humilhação que o boxeador sofreu nas mãos de Tarso Genro, ele teve um final feliz saindo da ilha da prisão, e encontrou a liberdade que queria em Miami.

Em pensar que o Ministro da Justiça disse que o cubano quis voltar por conta própria ao país de origem, mas isso mostra que é mais uma daquelas mentiras do PT, e a imprensa insiste em não mostrar os fatos!


video


A verdade é que o Guillermo Rigondeaux foi humilhado, ele foi preso como se fosse um bandido, a sua vida foi colocada em risco no seu retorno para Cuba, em nenhum momento ele foi respeitado pelas autoridades brasileiras. E os Direitos Humanos? Eles agem por ideologia, e não defenderam a integridade psicoemocional do boxeador cubano que estava prestes a perder sua liberdade. Para não ser extraditado, ele deveria ser um terrorista de extrema esquerda, não é?

O Cubano tinha motivos de sobra para pedir asilo no Brasil, já que se trata de uma pessoa que não teve respeitada a sua liberdade de expressão, num país completamente dominado por um ditador zumbi.

Eu fico feliz que ele tenha encontrado a sua liberdade em Miami, e espero que ele tenha sua autonomia respeitada num país em que se caracteriza pela democracia.

Link:http://veja.abril.com.br/agencias/afp/afp-esporte/detail/2009-02-23-286062.shtml

domingo, 22 de fevereiro de 2009

Acusações Visando às eleições de 2010

Os Irmãos Petralhas do Rio Grande do Sul já estão no embalo das eleições que vão acontecer em 2010, e já formalizaram as acusações contra a governadora Yeda Crusius, com o intuito de retomar o poder que perderam em 2002.

Tarso Genro é o principal articulador dessas acusações que envolvem o nome da governadora, e para não aparecer na grande mídia, o primo mais novo do PT (o PSOL) fez questão de apresentar as acusações, representado pela Luciana Genro, filha do principal interessado. O PSOL afirma que tem vídeos e áudios que comprovam o caixa dois na campanha da Yeda Crusius em 2006, com a participação do lobista Lair Ferst, acusado pelo desvio de 42 milhões de reais no DETRAN gaúcho, e também com a intermediação do marido de Yeda em uma das reuniões.


A deputada Luciana Genro do PSOL, disse ter entregado as provas para a Justiça Federal, mas que segundo a Folha de São Paulo, a Justiça Federal negou ter recebido as tais provas.



É bem verdade, que as denúncias de corrupção parecem ser as principais marcas da gestão de Yeda Crusius, mas por outro lado, a intenção do PT (representado pelo PSOL gaúcho) não é moralizar o estado, e sim, promover logo de antemão a disputa governamental. O PT é típico de tornar as mentiras em verdades absolutas.

sábado, 21 de fevereiro de 2009

NA DEMOCRACIA DE LULA NÃO CABE OPOSIÇÃO

por Aluízio Amorim

Lula, pelo jeito, voltou a exagerar na água mineral nesta terça-feira antes visitar uma escola técnica ao lado do governador do Distrito Federal, José Roberto Arruda, do DEM, que foi obsequioso e educado, agradecendo o (argh!) Imperador do Brasil, pela forma “suprapartidária” de se relacionar com os governadores da oposição.

Ao invés de comportar-se de forma adequada, como convém a um Presidente da República nessas ocasiões, Lula aproveitou o gancho para desancar os partidos de oposição.

Puxando da algibeira frases de efeito marketeiro, o Apedeuta fulminou: "Acho que temos de ter uma evolução política", disse. "Temos de saber a época de brigar, disputar e governar." E emendou soltando perdigotos de ódio e estupidez: "Se a gente não assumir a responsabilidade de que a gente tem a vida inteira para brigar e apenas quatro anos para governar e temos de governar juntos, quem perde é a sociedade."

Entenderam? Lula está irado porque o PSDB e o DEM (a iniciativa na verdade é do DEM que realmente faz oposição ao governo) estão propondo ação no Supremo com vistas a brecar o vergonhoso uso da máquina pública em favor da ex-terrorista Dilma Rousseff, que é a candidata do Apedeuta à sua sucessão e faz campanha pelo Brasil inteiro com dinheiro público

Lula continua navegando a bordo dos 84% de apoio que lhe foram conferidos pelos semoventes. Para Lula, isto é o suficiente para escoimar seu governo de qualquer irregularidade que cometa. O Apedeuta vê os números da pesquisa como um salvo-conduto para sapatear sobre a Constituição e a Lei Eleitoral

Na democracia de Lula, passadas as eleições, não deve mais haver oposição. Todos têm que trabalhar juntos para o bem da sociedade. Leia-se: para que ele, Lula, possa agir livremente como um ditador

Ora, a essência da democracia está justamente na existência de partidos de oposição cuja missão é fiscalizar e colocar um freio, quando necessário, aos excessos cometidos pelo governo do qual o presidente da República é o responsável. Ainda mais no obsoleto sistema presidencial brasileiro que abre brechas de todos os tamanhos para a prática da vagabundagem política

O discurso de Lula resume a filosofia política contida no manual pelo qual se guia o PT e seus sequazes. Ou seja, a existência da oposição só deve funcionar no período eleitoral, quando Lula libera os bate-paus do PT, seus churrasqueiros e aloprados para lançar a lama fétida da selvageria política contra a Nação

Entretanto, artigo como este que vocês estão lendo jamais será publicado em algum jornal brasileiro. Daí a importância dos blogs livres como este do Diego Casagrande e esta é a razão pela qual o número de acessos a essa mídia via internet cresce numa velocidade surpreendente.

Os leitores sabem que em blogs como este têm a garantia do jornalismo politicamente incorreto e o jornalista que o edita não vive rastejando atrás de caraminguás governamentais, como faz a maioria dos penas alugadas da grande imprensa, sob a guarda da interesseira complacência de seus empregadores

Lula e seus sequazes têm de ser apeados do poder.

http://aluizioamorim.blogspot.com

sexta-feira, 20 de fevereiro de 2009

Celso Amorim representa o que há de pior na diplomacia brasileira

Uma Reação totalmente desequilibrada do Ministro das Relações Exteriores mostra o que há de pior na nossa diplomacia, a arrogância com os países ricos e a benevolência com os países Bolivarianos, que é fruto do seu marxismo tosco!



No caso da brasileira Paula Oliveira que foi supostamente agredida por skinheads na Suíça, o Celso Amorim não hesitou ao acusar a Suíça pela xenofobia, sem esperar a reviravolta do caso na Europa. É claro! Quando ele soube que sua cidadã brasileira foi atacada por um grupo de extrema-direita, não faltaram pulmões para acusar o povo suíço de xenófobo.


video


O Governo da Suíça disse que isso não vai atrapalhar em nada as boas relações que tem com o Brasil, o problema é que a população suíça não terá a mesma tolerância com os brasileiros, depois desse episódio lamentável e irresponsável da diplomacia brasileira.