sábado, 17 de julho de 2010

Peña Esclusa: o aviso vivo aos brasileiros

Escrito por Klauber Cristofen Pires

Movimento Endireitar

Quando assisto aos telejornais, só o que vejo são os últimos detalhes do crime de assassinato supostamente cometido pelo goleiro Bruno. Percebo assim o quanto a mídia se agarra a um fato que, tem, sim, sua gravidade, mas que todavia, esticado ao máximo, parece mais querer esconder algo do que revelar. Em outras palavras, estamos falando dos chamados "factóides", ou seja, notícias que sirvam antes como entretenimento do que como informação.

Em um momento sério para este país, eis que vamos caminhando para uma eleição presidencial, uma plêiade de assuntos mais urgentes - porque afetam gravemente a vida de todos - vão ficando para segundo plano, a gerar a vantagem da desinformação para o lado governista.

Dentre estes, destaco a recente prisão do principal líder oposicionista venezuelano Alejandro Peña Esclusa pelas forças de repressão do governo "bolivariano" de Hugo Chaves, em conluio com o governo de Raúl Castro.

O leitor mais alheio aos fatos pode estar indagando por que isto pode ser tão importante para nós, brasileiros, mesmo quando concorda que aquele país vive em um regime ditatorial. Pois, a resposta, para nós, antes está no que não é dito, ou quando muito, revelado en passant, à moda da própria imprensa oficialesca do nosso vizinho ao norte.

Pois, percebam: se supostamente vivemos em um regime democrático e de plenas liberdades civis, porque os noticiários das maiores redes de tv e dos maiores jornais simplesmente silenciaram a respeito de uma notícia tão grave? Aqui saliento o papel da resistência blogueira, que em espírito de militância, tem furado o bloqueio, obrigando às cadeias emissoras à divulgação dos acontecimentos, tendo passado já o segundo dia seguinte ao fato, mas já para cuidarem da própria imagem e tratando de cumprir a sua obrigação da forma mais protocolar possível.

Lembro também aos leitores o caso da deposição constitucional de Zelaya pelas autoridades hondurenhas, com a nossa imprensa - aqui me recordo especialmente do casal Wiliian Bonner e Fátima Bernardes - a noticiar que tivera sido um golpe perpetrado pelos "militares hondurenhos", e ainda depois quando já era público o conluio do chapeludo com os ardis de Chávez e Lula - procurado justificar da forma mais ridícula possível, por meio do depoimento bizarro de um "cientista político" importado da Argentina cuja excelsa e precisa linha de argumentação era a de que, por parecer um golpe, assim deveria ser entendido como tal!

Somente estes dois exemplos são mais que suficientes para botar cada brasileiro com juízo na cabeça com as barbas de molho. No caso, o Sr Alejandro Esclusa é um homem íntegro, pacífico e defensor da democracia liberal, e sua prisão foi efetuada segundo os indícios mais veementes de fraude e abuso de poder. Uma família foi aviltada dentro do lar por uma corja composta por dezenas de homens armados, e foram plantadas as provas dentro do quarto de sua filhinha de 7 (sete) anos, causando um trauma que talvez seguirá a vida da pequenina por toda a sua vida.

Dossiês falsos, acessos a dados confidenciais e escutas ilegais sobre cidadãos estão se tornando lugar comum no Brasil, sem que os tais "analistas" e "especialistas" se encorajem para investigar e denunciar como deveriam. Os mesmos jornalistas que aparecem recebendo prêmios pela sua atividade balbuciam e tremem as pernas diante da necessidade de fazer um mero reparo ao Sr Lula por ter declarado que os presos políticos cubanos se assemelham aos bandidos paulistas (Isto é para você, Sr Merval Pereira).

previa inúmeras propostas autoritaristas - tem sido tratado como uma mera burrada quando deveria soar o alarme não só da imprensa, mas de todas as entidades de classe e organizações em defesa da cidadania. A todo custo, vem sendo vendida a idéia do desafio que recairá sobre a Sra Dilma Roussef em domar as alas mais radicais do PT e outros partidos aliados, quando na verdade elas são os batredores de frente da mais radical de todas as militantes.

Leia Mais Aqui

Fonte: http://libertatum.blogspot.com/

Um comentário:

omapadobrasil.blogspot.com disse...

ROBERTO JEFFERSON ESTÁ CONTRA OS MENTIROSOS:


Limite de tempo

Só falta mesmo o presidente Lula afirmar, na festa do "gato", que a Copa "foi a Dilma que fez", como disse no ato para lançar edital do TAV, o trem-bala que ligará Rio, São Paulo e Campinas. Não duvido nada que, sem medo de mais uma multinha, Lula se saia com esta. Ainda mais se o tal ato se prolongar e ultrapassar o limite das 19 horas, quando Lula passa a ser só cabo eleitoral, e o Brasil um país sem presidente...


Postado por Roberto Jefferson às 12:43