domingo, 22 de março de 2009

A Campanha do Governo Russo para recuperar a imagem de Stalin

A turminha inescrupulosa de Vladimir Putin tenta promover o nacionalismo russo, minimizando todas as barbaridades do Ditador sanguinário Stalin. O que mais me comove, é que não há nenhuma comoção por parte da imprensa mundial contra essa atitude nefasta, isso deveria ser um escândalo, é um desrespeito com milhões de ucranianos que foram mortos durante o regime desse governo autoritário.


A intenção é lembrar que a União Soviética se tornou uma superpotência com as medidas adotadas pelo Stalin, e esquecer os gulags, as execuções, as expropriações, as mortes por fome e etc. Não seria a mesma coisa que negar o Holocausto? Exatamente! É um absurdo quando se dá um tratamento diferenciado às mortes causadas pelo comunismo, nada mais injusto o renascimento dessa figura através de uma campanha vinda do governo russo e com a complacência da mídia internacional. Eu tento imaginar uma situação, na qual, a primeira-ministra alemã Ângela Merkel promova uma campanha nacionalista para que os jovens alemães reconheçam a importância de Hitler para a Alemanha. Como a imprensa internacional reagiria a esse fato?
É lamentável que o culto a personalidade de Stalin não seja alvo de criticas duras no mundo inteiro, uma propaganda política que tenta exalta os feitos de um regime totalmente criminoso e sem escrúpulos.


Um comentário:

O Jornalista disse...

Adorei o blog. Muito bom.

Você viu a foto do Putin jovem em visita ao EUA posando como turista ao lado do Reagan? É a turma.

Parabéns.

Daniel Barreto
papodepolitica@ymail.com
http://papodepolitica.blogspot.com

Sobre Política e Relações Internacionais.

Abs!